O que são doenças osteomioarticulares | doenças osteomioarticulares

RESUMO: Distúrbios Osteomioarticulares Relacionados ao Trabalho (DORT), também conhecidos como afecções músculo–esqueléticas, decor- rentes de ações repetitivas, constituem o principal grupo de agravos à saúde, entre as doenças ocupacionais do mundo moderno, que frequentemente con- duzem ao absenteísmo e invalidez

Como tratar a Osteomioarticular?

A Fisioterapia ortopédica visa tratar disfunções osteomioarticulares e tendíneas resultantes de traumas e fraturas e suas consequências imediatas e tardias, lesões por esforços repetitivos e patologias ortopédicas.

Quais são as doenças osteomusculares?

Os distúrbios osteomusculares ocupacionais mais encontrados têm sido: as tendinites (particularmente do ombro, cotovelo e punho), as lombalgias (dores na região lombar) e, mais freqüentemente, as mialgias (dores musculares) em diversos locais do corpo.

O que significa Osteomioarticular em um membro?

O sistema osteomioarticular é um sistema responsável pela movimentação e sustentação do corpo, onde são inclusos ossos, articulações e músculos. O tecido ósseo é um componente de estrutura rígida, que promove sustentação, proteção e reservas de minerais.

Como tratar ombro de tenista?

O repouso do tendão afetado é crucial no tratamento, por isso é necessário o uso da tipoia. Outras medidas necessárias são: aplicação de gelo, uso de anti-inflamatórios e fisioterapia. Em casos mais graves, quando o tratamento conservador não surte efeito, pode ser necessário realizar um procedimento cirúrgico.

O que é uma tendinite no ombro?

A tendinite no ombro surge quando um tendão do ombro fica inflamado, sendo a dor no ombro um dos principais sintomas. Esta dor no ombro ou quadro de ombro doloroso agrava-se caracteristicamente durante a noite.

O que significa tendinopatia do manguito rotador?

É uma lesão que atinge os tendões que fazem parte de um grupo de quatro músculos, responsáveis pela estabilização do ombro. A tendinite do manguito rotador está ligada sobretudo à sobrecarga na região. Os fatores de risco incluem movimentos repetitivos, como no tênis, ou uso de tablets e celulares constantemente.